A linguagem universal do samba

último dia do festivalA última noite do festival não poderia terminar melhor do que numa grande roda de samba. A noite era de duetos transatlânticos. Onde mais você poderia ver lado a lado a cantora cabo-verdiana Mayra Andrade, o angolano Paulo Flores, a beninense Angélique Kidjo e a cubana Omara Portuondo cantando com diferentes artistas da música brasileira? Pelo lado da música brasileira, diferentes estilos de cantores como Margareth Menezes, Luiz Melodia, Maria Gadú, Dona Ivone Lara Marina Lima e Rodrigo Maranhão. Comandando essa turma, uma Mart’nália esbanjando simpatia e empolgação.

No primeiro encontro da noite, o cantor angolano Paulo Flores fez uma bonita interpretação da canção “É doce morrer no mar” de Dorival Caymmi, ao lado da cantora Angelique Kidjo. Em seguida, Mayra Andrade, Margareth Menezes, Rodrigo Maranhão e Maria Gadú esquentaram o público enfocando as possibilidades rítmicas e liricas do samba e suas vertentes. Também tivemos Marina Lima  junto com Mart’nália mostrando  a influência musical afro-brasileira que permeia a sua carreira.

Tivemos grandes encontros na noite de domingo e um dos mais emocionantes foi a participação de Dona Ivone Lara ao lado de Mart’nália cantando “Sorriso negro” para uma plateia que aplaudia de pé. Outro grande nome da noite, a diva do Buena Vista Social Club Omara Portuondo fez um show para ninguém esquecer, uma participação especial de Luiz Melodia na música “Guantanamera”. A carismática Angelique Kidjo fez todos dançarem ao som da incrível versão de “Billie Jean”. A cantora era pura energia e literalmente foi pra galera cantar.

Quem viu e ouviu as apresentações percebia que as diferenças culturais eram apenas mais um ingrediente dessa mistura antropofágica que deu origem à nossa cultura afro-brasileira. O samba servia de síntese de algo maior, de um sentimento de pertencimento coletivo, compartilhado com todos que estiveram ali presentes. No fim, todos os músicos subiram ao palco para cantar o samba enredo “Kizomba, a Festa da Raça” no momento apoteótico da noite, quando integrantes da Mocidade Independente dançavam em meo ao público, que por sua vez jogava para o palco as rosas de plástico que enfeitavam as cadeiras. Nunca uma noite de domingo foi tão fabulosa.

Veja fotos do show Celebração do Samba.

No mesmo show, que será conduzido por Mart’nália, ainda se apresentam Dona Ivone Lara, Omara Portuondo (Cuba, Buena Vista Social Club), Luiz Melodia, Maria Gadú, Rodrigo Maranhão, Margareth Menezes, Paulo Flores (Angola) e Mayra Andrade (Cabo Verde).
Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: